• Salvador
  • 22/08/2019
  • 09:39:26h

Microempreendedor individual e o SEBRAE

Olá. Existe uma grande confusão quando se tenta explicar a relação entre o SEBRAE e o MEI.

Vou esclarecer melhor.

O SEBRAE é um órgão que apoia a categoria do MEI desde a sua criação, abraçou a categoria e se esforça ao máximo para prestar um serviço de qualidade.

O que o SEBRAE pode fazer e o que não pode fazer pelo MEI?

O SEBRAE pode:

Formalização do Microempreendedor individual. Além da possibilidade de se formalizar gratuitamente pelo PORTAL DO EMPREENDEDOR, você pode se formalizar no ponto de atendimento mais próximo.

Emissão gratuita dos boletos do DAS MEI. Talvez não consiga imprimir todas as guias do ano, mas já irá conseguir imprimir alguns meses.

Realiza a declaração anual dentro do período de entrega.

Capacitar o empresário com a realização de cursos, palestras, oficinas e varias outras soluções. Muitos dos cursos disponibilizados pelo órgão são gratuitos e destinados a categoria do MEI.SEBRAE-Capacitação MEI
O SEBRAE não pode:

Realizar baixa MEI. (pode haver exceção)

Alteração do cadastro. (pode haver exceção)

Empréstimo. Isso mesmo, o SEBRAE não empresta dinheiro e não realiza nenhum auxílio de crédito. Saiba mais sobre empréstimo nesse artigo

Intermediar a relação entre O MEI e outros órgãos. Problemas ligados a Receita Federal, SEFAZ, Prefeituras e etc, devem ser tratados diretamente com os seus representantes.

Bem, acredito que o melhor hábito que um empreendedor pode ter é o hábito de buscar aprimorar-se a cada dia. É um fator que vai te diferenciar dos demais. Quanto mais você aprender sobre processos gerenciais melhor irá administrar o seu negócio.

Indico o SEBRAE como órgão de capacitação e orientação empresarial principal para o MEI. Recomendo que busque o órgão verifique as capacitações disponíveis. Acompanhe também o nosso portal! Sempre traremos as principais atualizações da categoria.

Aprimore-se.

Espero ter ajudado. Qualquer dúvida fique a vontade para perguntar nos comentários.

Forte abraço!


O que achou deste artigo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *