• Salvador
  • 22/03/2019
  • 04:17:32h

MEI pode importar? Dicas gerais sobre importação de produtos.

MEI pode importar? [Importação para MEI]

MEI pode importar

Compartilhe o artigo em suas redes sociais e ajude outras pessoas. Basta clicar nos botões do início ou final deste artigo!

Ainda existem dúvidas se o MEI – Microempreendedor individual pode importar. Sim o MEI pode importar produtos e revende-los aqui no Brasil. Para isso você deve buscar o Banco do Brasil para ter maiores informações, o banco tem um setor de exportação para tratar sua demanda.

A Receita Federal também deve passar algumas orientações sobre o procedimento.

O que acontece é que, como o o MEI tem um limite de faturamento e de compras relativamente baixo, pode não ser tão vantajoso assim a importação.

Se você está pensando em atuar nesse mercado nós temos um ótimo artigo dando dicas e falando mais sobre importação de produtos.

Tenha em mente que para dar início a qualquer atividade empresarial é necessário uma planejamento bem feito. Invista tempo e disposição em seu planejamento para estruturar bem o seu modelo de negócios.

Ainda vale a pena importar produtos para revender aqui no brasil?

MEI pode importar

Com a recente queda do Dolar empresários que atuam ou pessoas que tem interesse em atuar com importação começam a se movimentar novamente.

A economia do nosso país está reaquecendo, mesmo que ainda lentamente. A tendência é que a situação comece a melhorar, apesar do cenário político.

Como em qualquer mercado o empresário que atua com importação de produtos para revenda, deve estar atento a fatores econômicos. A queda do Dolar é o principal fator que deve ser analisado pelos revendedores de importados.

Agora que você sabe que o MEI pode importar! Revenda seus produtos importados pela internet

O E-comerce continua sendo uma ótima estratégia para iniciar o seu negócio de importação.

A internet traz tantas plataformas, tantas possibilidades que você pode começar a vender até mesmo antes de ter a sua loja virtual própria.

Você pode criar uma página no Facebook e disponibilizar as suas ofertas, o pagamento pode ser recebido facilmente através do Pagseguro.

Você pode também vender seus produtos através do Mercado Livre também. O Mercado Livre irá cobrar um pequeno percentual sobre cada venda realizada. E todo o processo de venda se dá facilmente.

Comece importando poucos produtos, e de um custo baixo. Comece a revendê-los pelo Facebook e Mercado Livre. Quando a demanda de pedidos for aumentando, aumente gradativamente o seu estoque. Leve em consideração o tempo de entrega que leva para o produto importado chegar até você.

O nosso serviço aduaneiro ainda é muito lento e encomendas importadas da china podem demorar de 30 à 60 dias para serem entregues. Você precisa estar sempre muito atento ao seu estoque e ter sempre produtos disponíveis. Para evitar vender sem ter o produto ou não ter o produto para vender.

Construa uma presença Online

Segunda via Simples Nacional

Recomendo também que invista no seu negócio. Construa uma presença online. Tenha seu site/E-comerce, seu blog e faça desses os seus canais principais de venda. O Facebook e o Mercado Livre serviram para o início, mas o ideal é que eles passem a ser estratégias complementares.

Sou um apaixonado por estratégias de Marketing Digital e acredito muito que grandes negócios podem ser feitos no meio digital.

Construa a sua presença digital. Muitos empresários começam seus negócios sem grandes perspectivas. Esses dificilmente se tornarão destaque naquilo que fazem.

Imagine se a sua loja de relógios importados se tonar a mais reconhecida no meio digital. Imagine o quão lucrativo e rentável pode ser essa possibilidade.

Claro que assim como eu tenho certeza que isso é possível, tenho certeza também que demandará muito esforço, dedicação e bastante profissionalismo.

DICA VALIOSA, OLHO NO MERCADO INTERNACIONAL!

Tenho uma ótima dica para vocês que pretendem importar variedades e revender.

O Brasil importa muito a “moda” de outros países. Não entendam moda levando em consideração vestuário. Tudo o que vira tendência aqui no Brasil já foi tendência em um outro país.

Vale muito a pena ficar antenado as novidades. Cito o caso do Fidget Spiner no artigo sobre a ideia de Importação para revenda de produtos. Nesse artigo temos ainda mais digas e um ótimo curso para quem quer levar a atividade ainda mais a sério.

Se leu esse artigo até aqui, não se esqueça de deixar a sua opinião ou dúvidas nos comentários!

Quer se formalizar como MEI? Já é MEI e tem sentido dificuldade para realizar algum procedimento da categoria? Nós podemos ajudar!

Acompanhe nosso site!

Um forte abraço e até a próxima!


O que achou deste artigo?

Uma resposta para “MEI pode importar? Dicas gerais sobre importação de produtos.”

  1. Mateus Campos disse:

    Olá empreendedor! Fique a vontade para deixar seu comentário! Respondemos a todos! Ficou alguma dúvida? [MEI pode importar] Microempreendedor Individual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *